MANIFESTO

Construir o Sindicalismo Revolucionário

O mês de junho explicitou a revolta do povo contra os governos, patrões e aumento do custo de vida. Explicitou também a antipatia e desconfiança dos trabalhadores em geral para com as direções de sindicatos, entidades estudantis, partidos e lideranças populares. Estas organizações estão na maioria do tempo apenas interessadas em garantir seus cargos, defender interesses estranhos aos da massa da população, tangendo as manifestações em caráter de procissão. Essas situações demonstram que, mesmo que o povo tenha disposição de luta afim de transformar sua realidade, ele é muitas vezes absorvido pelos acordos de cúpula realizados entre as direções dessas entidades e o governo. Continuar lendo