MOÇÃO DE APOIO A CARAVANA DA PERIFERIA

[versão em pdf.]

Rio de Janeiro, 17 de novembro de 2013

Nós, organizados no Primeiro Encontro Nacional de Oposições Popular, Estudantil e Sindical – 1º ENOPES vimos por meio desta manifestar total apoio à Caravana da Periferia  que tem conclamado uma campanha de frente, a nível nacional  contra o extermínio da juventude pobre e negra da periferia. O Mapa da Violência-2013 aponta para  um crescimento demasiado de jovens da periferia mortos vítimas de homicídios, e que tem esses jovens são em sua grande maioria negros, pobres, do gênero masculino entre 14 e 29 anos e moradores de bairros periférico e favelas.

A precarização dos serviços públicos nas comunidades, escolas e outros espaços públicos é fator que demonstra o descaso do Estado, por outro lado o aumento da polícia ostensiva, criminalização e banalização da violência, armas e o tráfico de drogas, colaboram com a legitimação desse extermínio.

Portanto, queremos melhorias de espaços públicos, gratuitos e de qualidade, educação saúde e cultura para o povo.

 Não queremos Copa!

Não queremos caveirão policial!

Somos contra a redução da maioridade penal e contra toda política de encarceramento da nossa população!

Por saúde, educação! Contra aquário e caveirão! Essa Copa quero não!

Campanha contra o extermínio da juventude pobre e negra da periferia. 

Anúncios

SAUDAÇÃO DO COLETIVO LUTASOCIAIS AO I ENOPES

           O I Encontro Nacional de Oposições Populares, Estudantis e Sindicais – ENOPES, que aconteceu entre os dias 15 e 17 de Novembro no Rio de Janeiro, foi em sua totalidade positivo para os setores classistas, antigovernistas e independentes como o Coletivo LutaSociais.
          O Coletivo reúne estudantes na UFC e UnB que tiveram momentos de socialização das lutas durante o Encontro, entendendo que esse processo de trocas é de fundamental importância para fortalecer o movimento estudantil de Ciências Sociais que está aprofundado nos modos governistas e paragovernistas de fazer movimento. Exemplo desse modo foi o último ENECS que aconteceu em Julho de 2013 em Fortaleza, onde esses setores de atuação nacional no curso deslegitimaram a Coordenação Regional de Estudantes de Ciências Sociais – CRECS Centro Oeste, que foi impulsionada de modo a fortalecer a democracia de base e blindar o oportunismo dos que vão a esses encontros sem comprometimento nenhum com a base.
           O ENOPES, muito diferentemente, “recarregou as baterias” das organizações e militantes que fazem um ferrenho trabalho de base em seus locais de trabalho, estudo e moradia. Mostrou ser um espaço auto-organizado e fundamental para o aprofundamento do classismo e da ação direta proletária. Agora o ENOPES continua, não nos deixaremos cair nas práticas que tanto rechaçamos daqueles setores reformistas e pelegos! O I ENOPES continua nos nossos locais de atuação, vamos implementar o plano de lutas tirado nesse encontro, fortalecendo a democracia de base, o classismo e tendo a ação direta como principal método na luta contra o Estado, o capital e todos os reformistas conciliadores de classes!

O POVO UNIDO É UM POVO FORTE, NÃO TEME A LUTA, NÃO TEME A MORTE. O POVO UNIDO É UM POVO FORTE,  NÃO TEME A LUTA, NÃO TEME A MORTE. AVANTE COMPANHEIROS ESSA LUTA É MINHA E SUA, UNIDOS VENCEREMOS E O ENOPES CONTINUA!
AVANTE COLETIVO LUTASOCIAIS! AVANTE RECC!

1º ENOPES: EVENTO VITORIOSO TRAÇA POLÍTICA E PLANO DE LUTAS PARA 2014

O 1º ENOPES, realizado nos dias 15, 16 e 17 de Novembro de 2013, contou com a participação de mais de 150 trabalhadores e trabalhadoras, estudantes e ativistas do movimento popular, estudantil e sindical. A pauta principal do evento foi a discussão da crise de organização da classe trabalhadora e o balanço das lutas depois do levante popular de 2013; também se discutiu uma política e plano de lutas classista e combativo para o ano de 2014.

O Encontro foi vitorioso! O eixo de sua linha política será a luta contra os megaeventos e projetos de desenvolvimento no campo e na cidade; a organização pela base dos trabalhadores marginalizados e precarizados; o combate a burocracia sindical e das centrais; a convocação e construção de uma greve geral pela base no ano de 2014 contra a Copa e os megaeventos. O 1º ENOPES traçou uma linha para avançar na construção das oposições sindicais, estudantis e populares.

Seu êxito maior é que sua ocorrência foi uma iniciativa necessária, que rompeu os limites impostos pela hegemonia social-democrata e conservadora. Sabemos que nossa tarefa é ainda gigantesca e que estamos longe de dar conta de toda dela. Mas estamos nos preparando seriamente para enfrentar a tarefa histórica de fortalecer as lutas populares e construir uma alternativa de massas, o sindicalismo revolucionário. Por isso o ano de 2014 será um ano de ir ao povo como membros do povo que somos, no sentido de trabalhar pela base e construir as greves e lutas de rua e todas as formas de ação direta.

Ir ao combate sem temer! Ousar Lutar, ousar vencer! 

SAUDAÇÕES AO 1º ENOPES

A ocorrência do 1º ENOPES permitiu reunir resolutos(as) militantes que cotidianamente trabalham por um presente e um futuro de justiça e liberdade ao povo trabalhador. Ainda assim, importantes organizações e militantes não puderam se fazer presentes. Convictos de estarmos unidos na luta de nossa gente, reproduzimos as Saudações destas delegações:

—————————————————————————–

Meu nome é D., membro do coletivo “TUDO QUE É SÓLIDO SE DESMANCHA NO AR”, um pequeno grupo político aqui na cidade de São Luís, Maranhão. Site: [https://www.facebook.com/coletivotudo].

Infelizmente, não enviaremos ninguém ao Rio de Janeiro para o ENOPE.

Em nome do nosso coletivo “TUDO QUE É SÓLIDO SE DESMANCHA NO AR”, quero saudar o encontro!
D.,
Saudações classistas!

—————————————————————————–

Como proletarios revolucionarios mandamos el siguiente saludo a su importante Encuentro:

Camaradas del 1er ENOPES,

Como hermanos de clase y compañeros revolucionarios, estamos atentos a los importantes hechos que se están desarrollando en el Brasil, donde los estudiantes, pobladores, trabajadores y campesinos clasistas y combativos están marcando la vanguardia del reforjamiento de un movimiento obrero revolucionario, que supere las limitaciones de socialdemócratas y reformistas, y que vuelva a poner en el centro del conflicto de clases la firme convicción en los sectores explotados y oprimidos de avanzar a nuestra liberación como clase, destruyendo al Capitalismo y al Estado.

Desde México mandamos un saludo afectivo y combativo a nuestras hermanas y hermanos brasileños, y esperamos con ellos resultados muy positivos para lucha revolucionaria.

Por la reconstrucción del sindicalismo revolucionario!
Por una Tendencia Clasista e Internacionalista!
Por la solidaridad y la lucha de la clase trabajadora!
A luchar y a vencer!
Trabajadores clasista y revolucionarios desde Monterrey, México
¡Luchar, Vencer, Obreros al Poder!
—————————————————————————–

SAUDAÇÕES CAMARADAS DO ENOPES!

DESDE RIO GRANDE-RS, EXTREMO SUL DO BRASIL.

Enviamos saudações à iniciativa do evento, lamentamos não estarmos participando.

Falamos como professores da rede pública estadual de educação. Este ano atuamos ativamente na greve que durou três semanas. Diferentemente da maioria das regiões do estado, no nosso núcleo regional a greve foi bastante forte e com ótimo apoio e participação da comunidade.

Em nossa avaliação, também compartilhada por muitos colegas, esta greve apesar da pouca adesão (nos números oficiais, em torno de 4%), inclusive de muitos diretores de núcleos, ganhou força pelo considerável número de novos profissionais na rede. Mas acima de tudo pela forma que foram organizadas as diversas atividades.

Vimos manifestações espontâneas de estudantes apoiando professores, reivindicando participações nas tomadas de decisões que dizem respeito à educação, ações que partiram de professores organizados em escolas de periferias, diversas e criativas atividades de rua.

A greve chegou ao fim sem ganhos e de forma vertical. Evidenciou-se uma disputa partidária no sindicato que colocou interesses políticos acima da categoria, traindo toda a classe dos professores e desestimulando ainda mais a luta de uma categoria que está desacreditada e desvalorizada.

Diante desse quadro, percebemos a importância de iniciativas de organizações apartidárias e autônomas de trabalhadores, estudantes e de movimentos populares.  E da construção de oposições a este modelo representativo do atual sindicalismo de estado.

E que a nossa luta seja pela maior valorização dos trabalhadores frente a este modelo neoliberal que reduz os indivíduos a números, e por melhores condições de vida, respeito aos direitos historicamente conquistados e liberdade.

Outros camaradas do sul gostariam de se somar a este encontro, mas neste momento não foi possível. Mesmo assim, nos dispomos a apoiar um evento futuro na região sul.

UM BOM ENCONTRO A TODXS!

ATT,

PROFESSORES DA REDE PÚBLICA ESTADUAL – RS.

NOVA ADESÃO AO MANIFESTO DO 1ºENOPES

Durante a véspera imediata do 1º ENOPES a Comissão Organizadora recebeu uma nova adesão ao conteúdo programático do Manifesto. Em virtude do envolvimento na realização, divulgamos agora a adesão do Movimento Revolucionário Socialista, bem como sua contribuição ao Encontro

“Tivemos contato com a convocatória do ENOPES, ao qual gostaríamos de aderir como organização observadora, e com o qual reivindicamos contribuir. Neste sentido, temos acordo no essencial com o conteúdo do manifesto produzido pelos organizadores do encontro, e, tendo havido a disponibilidade de que outras entidades o assinem, encaminhamos nossa solicitação de que conste também a assinatura do Movimento Revolucionário Socialista – MRS.”

Contribuição do MRS ao 1º ENOPES [pdf]

Contatos: www.mrsocialista.org e mrsocialista@gmail.com

 mrs

O ENOPES ESTÁ CHEGANDO! APROVEITE NOSSAS DICAS DE LEITURA!

Faltam apenas dois dias para iniciar o 1 ENOPES! Algumas delegações já partiram e outras estão prestes a tocar a estrada! Aproveitando a mobilização e entusiasmo que iniciaram já nos pré-Encontros locais ou mesmo antes, a Comissão Organizadora vem sugerir aos participantes que aproveitem seu tempo de percurso: nada melhor do que uma boa formação política. Ai vão as dicas:

  1. aos que não tiveram a oportunidade de ler, leiam as duas Teses para Construção de uma Tendência Classista e Internacionalista.
  2. para conhecer melhor as organizações que tomaram a iniciativa de construir o ENOPES, sua histórias e políticas, leiam alguns dos seus documentos nesta postagem.
  3. um documento ainda não postado no blog do Enopes, mas escrito por um militante da RECC como contribuição ao Encontro e à Plenária Estudantil que lá ocorrerá, leiam “Sobre a luta reivindicativa e o papel do trabalho de base combativo: nem subjetivismo, nem fatalismo”.
  4. e, em primeira mão, um compilado organizado pela RECC de documentos históricos da Oposição Sindical Metalúrgica.
  5. por fim, enquanto salva os arquivos e sobre eles passa os olhos, vá ouvindo algumas belas e clássicas canções de combate.

Todos(as) ao Enopes!

Saudações classistas!